quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Vale sacrificando o território de Ponte das Almorreimas, em Brumadinho, ...







Vale sacrificando o
território de Ponte das Almorreimas, em Brumadinho, MG: violência! Vídeo 1 –
26/12/2019.

Dia 26/12/2019, visitamos a Comunidade rural
de Ponte das Almorreimas, em Brumadinho, MG, onde a mineradora Vale está
sacrificando mais uma comunidade e um território. Com decreto de desapropriação
do governador Romeu Zema e, sob ordem do judiciário para a Vale construir uma
nova captação de água para a COPASA, a comunidade de Ponte das Almorreimas se
tornou mais uma zona de sacrifício da mineradora Vale. A desculpa é porque a
captação de água no rio Paraopeba que o Governo de MG e COPASA tinham
inaugurado em 2015, com promessa de garantir segurança hídrica para Belo
Horizonte e Região Metropolitana (RMBH) por 25 anos, foi inviabilizada pelo
crime/tragédia da Vale e do Estado a partir de Brumadinho, dia 25/91/2019, às
12h28, com a contaminação do rio Paraopeba com lama tóxica. O rio Paraopeba era
responsável por 50% do abastecimento de BH e RMBH. A Vale foi obrigada
judicialmente a construir uma nova captação de água ao lado do rio Paraopeba
pouco acima de Córrego do Feijão, onde barragem de rejeitos minerários
estourou. O território escolhido para ser sacrificado foi Ponte das
Almorreimas, que era um paraíso terrestre com bioma de Mata Atlântica e uma comunidade
com mais de 200 famílias que viviam produzindo sob o regime de agricultura
familiar. É o crime/tragédia da Vale e do Estado gerando outros crimes. As
famílias de Ponte das Almorreimas estão indignadas e sofrendo muito. Muitos
direitos estão sendo violadas em Ponte das Almorreimas. Assista no vídeo 1 aqui
as denúncias que Cléria de Lourdes Apóstolo Nogueira faz com veemência.
Videorreportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI.
Filmagem e Edição: frei Gilvander.
Brumadinho, MG, 26/12/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei
Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link:
https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as
notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por
direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.
#FreiGilvander

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Homenagem às 272 pessoas mártires em Brumadinho, MG: Natal de 2019. Val...





Homenagem às 272 pessoas mártires em Brumadinho, MG: Natal de 2019. Vale não vale nada. Vídeo 5 – 25/12/2019.

Dia 25/12/2019, às 11 horas, Dom Vicente Ferreira, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, MG e da Comissão de Ecologia Integral e Mineração, da CNBB, presidiu Missa de Natal no Santuário N. Sra. Do Rosário, em Brumadinho, MG, com a presença das famílias que perderam parentes no crime/tragédia da mineradora Vale dia 25/01/2019, a partir das 12h28. Nesse vídeo 5, após a missa presidida por dom Vicente Ferreira, e após a Caminhada com a Chamada dos/as 272 mártires do crime da Vale e do Estado, em Brumadinho, MG, no letreiro da entrada da cidade de Brumadinho foi prestada Homenagem às 272 pessoas martirizadas pelo crime da Vale e do Estado.
Videorreportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Filmagem e edição: frei Gilvander. Brumadinho, MG, 25/12/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.
#FreiGilvander


domingo, 29 de dezembro de 2019

Chamada dos 272 mártires em Brumadinho, MG, no Natal de 2019: "PRESENTE!...





Chamada dos 272 mártires em Brumadinho, MG, no Natal de 2019: "PRESENTE!", bradam todos/as. Vídeo 4 – 25/12/2019.

Dia 25/12/2019, às 11 horas, Dom Vicente Ferreira, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, MG e da Comissão de Ecologia Integral e Mineração, da CNBB, presidiu Missa de Natal no Santuário N. Sra. Do Rosário, em Brumadinho, MG, com a presença das famílias que perderam parentes no crime/tragédia da mineradora Vale dia 25/01/2019, a partir das 12h28. Nesse vídeo 4, após a missa presidida por dom Vicente Ferreira, segue a Caminhada com a Chamada dos/as 272 mártires do crime da Vale e do Estado, em Brumadinho, MG.
Videorreportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Filmagem e edição: frei Gilvander. Brumadinho, MG, 25/12/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.
#FreiGilvander

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

A VALE está aumentando o crime em Brumadinho, MG: clamores imensos ... ...





Mineradora VALE está aumentando o crime em Brumadinho, MG: clamores imensos ... Vídeo 1 - 13/12/2019.

Dia 13/12/2019, aconteceu em Brumadinho, MG, Marcha da Resistência dos atingidos, melhor dizendo, golpeados e violentados pelo crime/tragédia da Vale em conluio com o Estado. A Marcha da Resistência iniciou-se no Letreiro na entrada da cidade, onde houve Ato Público reivindicando mais uma vez todos os direitos de todo o povo atingido, golpeado e violentado pelo crime que, dramaticamente, está crescendo. Depois marchamos até a Câmara de Vereadores de Brumadinho, onde a partir das 10h30 aconteceu Audiência para apresentação das conclusões das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), da Câmara Federal e da Assembleia Legislativa. Os Deputados André Quintão, Rogério Correia e a deputada Beatriz Cerqueira estiveram presentes e apresentaram os Relatórios das duas CPIs que comprovam que de fato foi CRIME e recomendam centenas de medidas. Cópias dos Relatórios foram entregues a diversas lideranças da luta.

Videorreportagem de frei Gilvander Moreira, da CPT, das CEBs e do CEBI. Filmagem e Edição: frei Gilvander. Brumadinho, MG, 13/12/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.
#FreiGilvander

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Gabriela Moura, da UFMG, no Ato Moro Mente, em Belo Horizonte, MG. Vídeo...





Gabriela Moura, da UFMG, no Ato Moro Mente, em Belo Horizonte, MG. Vídeo 2 - 28/11/2019.

Gabriela de Moura, doutoranda da Faculdade de Direito, da UFMG, participou do Ato #MOROMENTE: Juristas pela Democracia em Belo Horizonte, e faz pronunciamento eloquente, profético! Com a força das lutas populares, os Juristas pela Democracia lançaram a Campanha #MOROMENTE na noite do dia 28/11/2019, na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que reforça a necessidade de repensar a instrumentalização do direito a favor de interesses políticos que vão no sentido oposto ao povo.

*Filmagem e Edição: frei Gilvander Moreira, da CPT, CEBs, CEBI, SAB e assessoria de Movimentos Sociais.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.

#FreiGilvander

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Padre Antônio Amorst, 85 anos, missionário em Gov. Valadares e Tumiritin...





Padre Antônio Amorst, 85 anos, 60 anos de padre, missionário em Gov. Valadares e Tumiritinga, MG. Parte I - 11/9/2019.

Dia 11/9/2019, frei Gilvander Moreira reencontrou o padre Antônio Amorst, em Belo Horizonte, MG, no dia em que ele voltaria para a Itália, após celebrar os 85 anos de vida e 60 anos de sacerdócio com o povo de Governador Valadares e Tumiritinga e região, onde trabalhou como missionário por muitos anos. Padre Antônio Amorst chegou à região de Governador Valadares para ser missionário em 1986. A atuação dele a partir da paróquia de Tumiritinga foi decisiva para que acontecesse a 1ª Ocupação de latifúndio no Vale do Rio Doce. A fazenda Califórnia, de 3.200 hectares, foi ocupada por centenas de famílias organizadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), pelo MST e pelos Sindicatos de Trabalhadores Rurais da região. Atualmente, em Tumiritinga existem seis assentamentos de Reforma Agrária, todos frutos de muita luta tendo sempre o apoio e a participação direta do padre Antônio Amorst. Em Tumiritinga aconteceu também Romaria da Terra que fortaleceu a luta pela terra na região do Vale do Rio Doce. Nossa eterna gratidão ao padre Antônio Amorst. Veja aqui a Parte I da entrevista, uma retrospectiva de vida e de atuação missionária.

*Filmagem: frei Gilvander Moreira, da CPT, CEBs, SAB e CEBI, em 11/9/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.
#FreiGilvander

sábado, 23 de novembro de 2019

Crateras da mineração Santa Paulina em Ibirité, MG, clamam por revitaliz...





Crateras da mineração Santa Paulina em Ibirité, MG, clamam por revitalização. Vídeo 7 - 31/10/2019.

Esse vídeo aqui, vídeo n. 7, foi gravado dia 31/10/2019, durante a visita de uma Comissão integrada pelo Dom Vicente Ferreira, inclusive, conforme expresso na Nota, abaixo. “Queremos o município de Ibirité, MG, território livre da mineração. Dia 31/10/2019, junto com dom Vicente Ferreira, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, o padre Jean, coordenador dos padres de 69 paróquias da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (RENSA) e um grupo de lideranças do Movimento socioambiental Serra Sempre Viva, visitamos, na parte da manhã, o manancial de Taboões, manancial de abastecimento público de Ibirité e de parte de Belo Horizonte. No manancial Taboões pudemos contemplar a maravilha que é toda a criação, obra do Deus da vida que cria e age nas ondas da história. O manancial de Taboões é um santuário natural e sagrado, mas está ameaçado de extinção pela mineradora Santa Paulina – que de santa só tem o nome - que insiste em retomar projeto de mineração ao lado do manancial, onde já existem enormes crateras deixadas por essa mesma mineradora. Visitamos também com dor no coração essas crateras que a mineradora Santa Paulina deixou ao lado do manancial Taboões em Ibirité. Na parte da tarde do mesmo dia, 31/10/2019, fizemos uma longa reunião com os vereadores e uma vereadora de Ibirité, MG. Reivindicamos o apoio firme de todos os vereadores e da vereadora de Ibirité na luta para impedirmos a reabertura de mineração no município de Ibirité. Exigimos que o prefeito de Ibirité, Wiliam Parreira, volte atrás e cancele a Carta de Anuência e concordância com a reabertura de mineração no município. Apresentamos propostas de vários projetos de lei que precisam ser aprovados na Câmara municipal de Ibirité, MG, para que em breve possamos declarar o município de Ibirité território livre da mineração. Como vice-presidente da Comissão Episcopal de Mineração e Ecologia Integral da CNBB, o bispo dom Vicente Ferreira está firme na luta pela superação da mineração devastadora em MG e no Brasil. Não podemos admitir a retomada de mineração em Ibirité pela mineradora Santa Paulina, na Serra do Rola Moça, dentro do Parque Estadual Serra do Rola Moça. A mineradora Santa Paulina já causou um enorme estrago socioambiental dentro do Parque Estadual Serra do Rola Moça, no município de Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte, MG, ao lado do manancial de Taboões, manancial de abastecimento público de Ibirité e de parte de Belo Horizonte. Além de ser área do Parque e manancial de abastecimento público, a área é APP (Área de Preservação Permanente). Pior, agora a mineradora Santa Paulina já construiu, de forma ilegal e imoral, uma estrada que servirá para escoar o minério que pretende voltar a explorar ao lado das crateras já deixadas em Ibirité, dentro do Parque Estadual Serra do Rola Moça. No manancial de Taboões encontram muitas espécies vegetais e animais raros. As crateras enormes já deixadas pela mineradora Santa Paulina são chagas e feridas da mãe Terra que geme em dores de parto ou de estertor de morte. As poucas flores que insistem em irradiar beleza ao redor das crateras da mineradora Santa Paulina profetizam que não podemos em nenhuma hipótese aceitar a reabertura de mineração na área já sangrada e declarada como zona de sacrifício ao ídolo mercado. Diante da crise hídrica, do colapso hídrico chegando e dos crimes/tragédias das mineradoras em conluio com o Estado, é postura irresponsável e suicida aprovar reabertura de mineração. Por isso, exigimos Ibirité como território livre de mineração.

*Filmagem: Alenice Baeta, 31/10/2019.
*Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.